Popular Tags:

Whatsapp permite responder mensagens de grupo de forma privada

9 de janeiro de 2019 at 23:57

Whatsapp permite responder mensagens de grupo de forma privada (Foto: Fotos Públicas)

A nova atualização está disponível para os sistemas Android e iOS (Foto: Fotos Públicas)

Agora já é possível responder de forma particular em um grupo de Whatsapp. A nova função chegou na nova atualização do aplicativo para os sistemas Android e iOS.

O feito, até então, não era possível. Antes o usuário precisava comentar particularmente com alguém uma mensagem enviada a um grupo indo diretamente na janela do contato e iniciando uma conversa.


(Foto: Reprodução)

Agora basta selecionar o contato e clicar no botão ‘responder em particular’, que o usuário será automaticamente redirecionado.

(Com informações do Zero Hora)

Motorista de guincho da Semob faz gesto obsceno para condutora; veja o vídeo

9 de janeiro de 2019 at 16:20

Motorista de guincho da Semob faz gesto obsceno para condutora; veja o vídeo (Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Um vídeo polêmico que circula nas redes sociais paraenses mostra um motorista de um guincho da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) de Belém fazendo um gesto obsceno com a mão para uma mulher que criticava a atuação de agentes do órgão e a suposta falta de respeito com uma idosa de 66 anos.

O vídeo foi gravado e compartilhado por Aline Santanna, nesta terça-feira (9). De acordo com relato da internauta, ela tinha estacionado o carro na rua Veiga Cabral, na lateral do shopping Pátio Belém, e ficou cerca de três horas no estabelecimento comercial, quando, por volta das 17h30, viu que o carro estava sendo guinchada por agentes da Semob.

Ao questionar a remoção do veículo, alegando que não havia nenhuma sinalização horizontal ou vertical que indicasse a proibição de estacionamento naquele local, Aline afirma que conseguiu evitar o guinchamento do automóvel.

“Corro até o local e vejo meu carro já engatado no guincho, me direciono até a agente da semob e pergunto o por que de estarem rebocando meu veículo, a agente da semob de nome RAQUEL, me responde que ali é proibido estacionar. Questiono onde está a placa avisando ou a faixa amarela, simplesmente com muita grosseria a agente da semob Raquel me responde que eu deveria estudar pra saber que eles não são obrigados a sinalizar onde não é, mas eu tenho que saber”, relatou Aline.

A condutora escreveu, ainda, que a mãe dela, uma idosa de 66 anos, foi tratada com desrespeito pelo motorista do guincho.

“Disse que não, que eu tenho que ser orientada visivelmente onde não posso estacionar. Os populares que estavam lá começaram a gritar e me incentivaram a filmar o ocorrido, pois visivelmente eu não estava errada. Foi quando consegui alcançar meu aparelho celular e comecei a filmar a agente e o motorista do guincho, que inclusive fiquei sabendo depois enquanto tentava dialogar com a agente Raquel, que faltou com respeito a minha mãe, uma idosa de 66 anos que me acompanhava”, continuou a paraense.

Por fim, ao filmar a saída do veículo com guincho, o motorista, contratado de uma empresa prestadora de serviço para a Semob, faz gesto obsceno com a mão para Aline. Ela filmou o momento da ofensa e compartilhou nas redes sociais.

Posicionamento

Por meio de nota, a Prefeitura de Belém informou que “tomou conhecimento do vídeo na noite de terça-feira, 8, e na manhã desta quarta-feira abriu procedimento de apuração junto à agente de trânsito da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém – SeMOB e à empresa terceirizada de guincho”

“Pelo vídeo que circula nas redes sociais, a SeMOB esclarece que não é possível ver o que deflagrou a situação, muito menos qual o motivo que estava resultando na atuação e início de guinchamento do veículo, ressaltando que há infrações – como estacionamento a menos de 5m da esquina, em frente de garagem, em cima de calçada, em fila dupla ou próximo à parada de ônibus – que não precisam de sinalização, e a imagem não permite identificar o motivo da abordagem ao veículo, o que só poderá ser esclarecido com a apuração responsável do caso, para que o órgão de trânsito tome as medidas cabíveis junto à empresa prestadora de serviço”, continua a nota do órgão executivo de trânsito.

“A SeMOB também informa que até o momento não foi registrada nenhuma reclamação formal do caso junto à Ouvidoria”, conclui o posicionamento.

(DOL)

 

PMs de Belém e de três cidades paraenses vão ganhar moradia

9 de janeiro de 2019 at 08:42

Até o fim do primeiro semestre deste ano devem sair as licitações para a construção de novos conjuntos habitacionais destinados exclusivamente a policiais militares e seus familiares em Belém, Ananindeua, Marabá e Santarém. O anúncio foi feito ontem pelo novo comandante-geral da Polícia Militar do Pará, coronel José Dilson Melo de Souza Júnior, durante a cerimônia de posse do cargo.

O governador do Estado, Helder Barbalho (MDB), conduziu a solenidade, realizada na sede do Comando Geral da corporação, e reforçou que é responsabilidade de todo o sistema de Segurança Pública trabalhar para a construção do ambiente de paz. O chefe de Estado antecipou ainda que, a partir deste sábado (12), no dia do aniversário de Belém, 60 viaturas que estavam reservadas para atuação administrativa passarão a fazer parte do policiamento ostensivo em todo o território paraense.

Formado na Academia de Polícia Militar (APM) no ano de 1993, o novo comandante está há 26 anos na corporação. Bacharel em Direito, com mestrado em Defesa Social e Mediação de Conflitos, o agora chefe da Polícia Militar exercia a função de diretor da Diretoria de Ensino e Instrução antes de ser nomeado. Ele revelou que há quatro terrenos nos quatro municípios onde devem ser sediados os conjuntos habitacionais comprados há pelo menos dez anos, portanto não há mais porque perder tempo em iniciar os processos licitatórios.

ESTUDO

O coronel confirmou ainda que já foi feito um levantamento do mapa da criminalidade e 36 municípios foram identificados como tendo maior urgência em receber reforço no policiamento. “Isso inclui a Grande Belém, onde estão concentrados mais de 50% dos crimes de homicídio e roubo, nosso foco nesse primeiro momento, registrados”, justifica.

“Espero que com sua larga experiencia, o novo comandante-geral possa, junto de toda a equipe, construir um novo ambiente, de absoluta relação de valorização da tropa, necessária para que cada cidadão e cidadã vista sua farda com confiança no comando, e certeza e de que o Estado está ao seu lado. Vocês terão apoio pleno na função tão honrosa que é proteger e salvar vidas” discursou Helder Barbalho, que confirmou ainda a solicitação de estudos sobre o que pode ser feito para garantir maior segurança às famílias dos policiais, para além das possíveis soluções relacionadas à moradia em ambientes exclusivos.

O governador afirmou que depende apenas da autorização do Ministério da Justiça para receber os homens da Força Nacional que tentarão amenizar a enorme defasagem existente dentro da PM – para uma realidade mínima que deveria ser de pelo menos 33 mil agentes, há somente 16 mil em atuação. “Junto da Polícia Civil e das Guardas Municipais, a ideia é de se criar uma grande força-tarefa para uma atuação emergencial imediata”, diz.

Citando representantes do Ministério Público e do Poder Judiciário, Helder disse ainda contar com o apoio dos dois entes enquanto agentes responsáveis pelas investigações que levam às soluções dos crimes. Ele voltou a citar a necessidade de uma atuação de Governo que leve em consideração o enorme déficit fiscal do Estado, de mais de R$ 1,7 bilhão, e que o remanejamento dos veículos da PM que estavam reservados para atividades administrativas para as ruas é um exemplo de uma gestão eficaz e sem gerar custos.

A maior integração das inteligências das polícias deve marcar o início da gestão do novo comandante-geral. “Essa é uma orientação direta do governador, de intensificar essa integração. É apenas uma polícia, e não várias, e é preciso que haja integração entre todas as frentes. A atuação das milícias, por exemplo, é algo inquestionável no Estado, em especial na Região Metropolitana, e com as inteligências agindo em conjunto, temos mais chances de identificar as áreas de domínio e as lideranças”, analisa o coronel.

(Carol Menezes/Diário do Pará)

 

Prepare o bolso! Semob aumenta taxas de serviços em Belém; veja quais!

9 de janeiro de 2019 at 08:26

Prepare o bolso! Semob aumenta taxas de serviços em Belém; veja quais! (Foto: Celso Rodrigues)

Reajuste engloba serviços variados, como os administrativos e os que envolvem mais diretamente o trânsito de Belém (Foto: Celso Rodrigues)

Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) divulgou portaria anunciando o aumento de taxas para diversos serviços executados pelo órgão. A decisão, do dia 4 de janeiro deste ano, confirma o reajuste de 4,28%, a partir de 2 de janeiro. Os valores das taxas de serviços de Belém sofrerão mudanças em 2019. A tabela foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM).

O órgão justificou que o aumento está fundamentado no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado e usado como base para o reajuste dos tributos na capital em 2019. A simples impressão de boleto para pagamento de multa, por exemplo, passou de R$ 2,34 para R$ 2,44. E é bom ficar atento para não ter o veículo rebocado nas ruas porque o custo para reavê-lo pode ser alto. No caso dos veículos de passeio, a taxa cobrada será de R$ 187,17 a partir deste mês. O valor anterior era de R$ 179,49.

O mesmo se aplica a automóveis, motocicletas, além de bicicletas e carros de mão. A remoção ou apreensão de veículos por guincho também ficará salgada para os donos de caminhonetes e micro-ônibus: saltou de R$ 234,70 para R$ 244,75, um reajuste de R$ 10,05. Já os donos de caminhões e ônibus pagarão um valor bem mais pesado. O reajuste no caso foi de R$ 56,14, saindo de R$ 1.311,60 para R$ 1.367,74.

AGENTES

Outra despesa a mais na conta do cidadão diz respeito à utilização de agentes de trânsito para trabalharem na interdição e orientação de trânsito parcial ou total nas vias. Pelo serviço, envolvendo 4 agentes e por um período de até 6h, por exemplo, era cobrado R$ 1.014,34. Agora passou para R$ 1.057,75. Se precisar de até 8 agentes, sobe para R$ 2.164,31.

Os taxistas também sentirão os efeitos do reajuste ao solicitar determinados serviços, como mudança de categoria e primeiro emplacamento. As taxas para ambos custam agora R$ 73,24 e não mais R$ 70,23. Já a transferência de autorização teve aumento pesado, de R$ 118,18. Agora, para oficializar o pedido terão de desembolsar R$ 2.879,43.

O transporte individual de passageiros por mototáxi também possui novos valores. Mudança de categoria, primeiro emplacamento e licenciamento anual saem agora por R$ 45,36. Os proprietários de ônibus, por sua vez, precisarão pagar agora R$ 9.451.38 para cadastrar sua empresa no sistema. Houve reajuste de quase R$ 400 em relação à taxa cobrada no ano passado.

ALGUNS NÚMEROS

– Reaver veículo rebocado – R$ 187,17
Para veículos de passeio, a taxa cobrada será de R$ 187,17. O valor anterior era de R$ 179,49. O mesmo se aplica a automóveis, motocicletas, bicicletas e carros de mão.

Os taxistas também sentirão os efeitos ao solicitar serviços como mudança de categoria e primeiro emplacamento. As taxas para ambos custam R$ 73,24 e não mais R$ 70,23.

DIÁRIO OFICIAL

Para ter mais detalhes sobre as novas taxas basta acessar a edição do dia 4 de janeiro do DOM, nas páginas 22, 23 e 24.

VEM MAIS AUMENTO

O Departamento de Trânsito do Pará (Detran) também atualizará suas taxas e deverá apresentá-las ao público nesta quarta-feira, ao final do recesso de fim de ano do órgão.

(Diário do Pará)

Clique e veja como está o trânsito em toda Belém nesse momento.

 

Acusado de homicídio por dose letal de drogas no empresário João de Deus será julgado

9 de janeiro de 2019 at 00:05

Acusado de homicídio por dose letal de drogas no empresário João de Deus será julgado  (Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Jeferson Michel Miranda Sampaio, denunciado pelo Ministério Público por crime de homicídio em que foi vítima o empresário João de Deus Rodrigues, sentará no banco de réus ainda neste ano.

Na segunda-feira (7), o Juízo da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Belém, determinou vistas do processo ao Ministério Público e à Defesa do acusado, para que, de acordo com o artigo 422 do Código de Processo Penal, no prazo de cinco dias, apresentem relação de testemunhas (até o máximo de cinco para cada uma das partes) que irão depor em plenário. A data do julgamento será marcada após a apresentação do rol de testemunhas e será incluída na pauta de júris deste ano.

De acordo com o processo, Jefferson é acusado de ter ministrado em João de Deus dose letal da droga GHB, conhecida por “gota” ou “doce”, durante uma festa em uma casa noturnade Belém no dia 27 de fevereiro de 2015. Testemunhas ouvidas durante a instrução processual afirmaram que o acusado, que também responde por crime de tráfico de drogas (que está conexo ao crime de homicídio), ministrou a droga na vítima quando esta estava alcoolizada, tendo diminuída a sua capacidade de discernimento.

Ao todo, foram ouvidas 18 pessoas entre testemunhas e informantes, que confirmaram o fornecimento de drogas pelo réu. Conforme os relatos, em um episódio anterior, Jeferson Michel teria comparecido a uma reunião particular na residência da vítima e teria sido visto manipulando caixas de sucos e bebidas no evento, além de tentar fazer a vítima ingerir mais bebida. Pessoas ouvidas que participaram da reunião e consumiram as bebidas passaram mal, apresentando sintomas de intoxicação.

Inicialmente, a morte do empresário foi considerada como morte acidental por ingestão de substancia psicoativa. A Polícia passou a investigar e descobriu que a droga era fornecida por um traficante, chegando ao nome de Jeferson Sampaio, 31 anos. Ele costumava vender drogas em casas noturnas e conhecia diversos jovens de classe média e alta, frequentadores de baladas em fins de semana, em Belém, entre eles a vítima João de Deus.

(Com informações do TJPA)

 

Encapuzados acordam casal e executam homem com tiros na cabeça em Mosqueiro

7 de janeiro de 2019 at 08:15

A noite fria após o temporal que desabou na Ilha do Mosqueiro na noite de sábado (5) e madrugada de domingo (6) reservou uma fatalidade para um casal que dormia em uma casa no bairro do Carananduba. O Centro Integrado de Operações registrou o chamado às 2h de domingo, dando conta de disparos de arma de fogo em uma casa ao lado do campo do Caruara. O subtenente Pereira, fiscal interativo da 2ª Companhia do 25º Batalhão, foi deslocado para a missão constatando o fato criminoso.

Segundo as informações de Vanessa Câmara da Silva, 20 anos, companheira da vítima, eles estavam dormindo quando bateram violentamente na porta gritando que eram policiais. Testemunhas disseram que os homens utilizavam um carro branco que estava com o motor ligado com outra pessoa no volante. A mulher contou aos policiais que eram quatro homens, todos encapuzados, que entraram assim que ela os atendeu e disseram procurar Carlos Augusto Oliveira da Conceição, 36 anos.

A vítima estava em outro compartimento da casa e com o barulho acordou e veio de encontro aos homens que o procuravam. Durante alguns minutos os homens vasculharam a casa, supostamente à procura de drogas, e como não encontraram nada, fizeram três disparos a curta distância na cabeça de Carlos. A companheira disse que assistiu a tudo imobilizada e a arma utilizada seria uma escopeta, que teria sido recarregada.

O crime foi registrado na Seccional Urbana do Mosqueiro. Policiais civis estiveram no local levantando mais informações. A Polícia Militar acionou uma equipe de peritos do Instituto de Criminalística, que esteve no local realizando a perícia e em seguida a remoção do corpo para o Instituto Médico Legal em Belém.

(JR Avelar/Diário do Pará)

 

Clima chuvoso deixa ruas alagadas na região metropolitana de Belém

7 de janeiro de 2019 at 08:10

Clima chuvoso deixa ruas alagadas na região metropolitana de Belém (Foto: Reprodução)

Foto: Reprodução)

Desde a madrugada desta segunda-feira (07), áreas da região metropolitana de Belém, como o Distrito de Icoaraci e os municípios de Ananindeua e Marituba, foram castigadas por fortes chuvas, que diexaram áreas alagadas, como na avenida Arthur Bernardes, que liga o distrito ao centro de Belém.

Curiosamente, na capital paraense não há ainda registro de chuva, apenas “chuvisco” e tempo “fechado”, o que deve permanecer ao longo do dia, segundo previsão do portal Clima Tempo:

Imagem: Reprodução/ Climatempo

WEB NÃO PERDOA

Como em geral ocorre, os internautas não perderam tempo e já tranformaram o clima chuvoso em piada. Até mesmo o “frio” de 24º na capital paraense foi alvo de brincadeiras no Twitter. Veja:

Paulo sales@phenrique_sales

Vídeo incorporado

Fabiane Miranda@Fabi_Anne
(DOL)

Confusão envolvendo filho de delegado termina em tiros no Clube do Remo

6 de janeiro de 2019 at 10:24

Confusão envolvendo filho de delegado termina em tiros no Clube do Remo (Foto: Marco Santos/Diário do Pará)

(Foto: Marco Santos/Diário do Pará)

Uma confusão envolvendo um filho de um delegado terminou em tiros na sede do Clube do Remo, localizada na avenida Nazaré, no bairro de Nazaré, em Belém, na noite de sábado (06). A informação foi confirmada pela Polícia Civil na manhã deste domingo (06).

De acordo com informações da Polícia Civil, estava acontecendo um encontro dos remistas maçons na sede do clube, quando o filho do delegado se envolveu em uma discussão com o dono do bar que funciona no local. Ao perceber o tumulto, o delegado Márcio Cavalcante atirou para o alto para dispersar. Em seguida, um funcionário do Remo deu ordem para que fosse fechado o portão da sede, impedindo a saída dos envolvidos.

O caso foi comunicado a Divisão de Crimes Funcionais da Polícia Civil (Decrif). Por volta das 23 horas, policias civis estiveram no local e ouviram testemunhas e os envolvidos no caso, incluindo o delegado. Um inquérito será instaurado para apurar os fatos. Após o depoimento, todos foram liberados. Através de nota divulgada nas redes sociais, o Clube do Remo lamentou o incidente e ratificou que a sede é um espaço de harmonia e diversão destinado aos sócios, qualquer ato hostil não será tolerado no ambiente.

A nota afirma ainda que toda a situação foi filmada pelas câmeras de segurança do local, e que, a partir de seu departamento jurídico, já está tomando todas as medidas cabíveis, internas e externas, instalando inquérito administrativo e registrando boletim de ocorrência.

(DOL)

Atum de 278 kg é vendido por US$ 3,1 milhões em leilão em Tóquio e supera recorde de 2013; veja fotos

5 de janeiro de 2019 at 18:10

‘Parece saboroso e muito fresco, mas acho que paguei muito’, diz dono de rede de restaurantes que comprou o peixe.

Por Angie Teo, Reuters

O presidente da Kiyomura Co, Kiyoshi Kimura, que controla a rede de restaurantes japonesa Sushi Zanmai, prepara-se para cortar um atum de 278 quilos que ele arrematou por US$ 3,1 milhões neste sábado no leilão do mercado de Toyosu, em Tóquio, neste sábado (5); valor superou recorde de 2013  — Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters

O presidente da Kiyomura Co, Kiyoshi Kimura, que controla a rede de restaurantes japonesa Sushi Zanmai, prepara-se para cortar um atum de 278 quilos que ele arrematou por US$ 3,1 milhões neste sábado no leilão do mercado de Toyosu, em Tóquio, neste sábado (5); valor superou recorde de 2013 — Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters

O dono de uma rede japonesa de restaurantes estabeleceu um novo recorde neste sábado (5) ao pagar mais de US$ 3 milhões (cerca de R$ 11,28 milhões) por um atum azul no primeiro leilão do ano no novo mercado de peixe de Tóquio, superando um recorde de 2013, que era de US$ 1,16 milhão.

Kiyoshi Kimura, dono da rede Sushi Zanmai, pagou 333,6 milhões de ienes (US$ 3,1 milhões) pelo peixe de 278 quilos capturado na costa da província de Aomori, no norte do Japão, ou o dobro do que havia pago seis anos atrás.

“O atum parece tão saboroso e muito fresco, mas acho que paguei muito”, disse Kimura a repórteres do lado de fora do mercado.

“Eu esperava que fosse entre 30 milhões e 50 milhões de ienes, ou 60 milhões de ienes no máximo, mas acabou cinco vezes mais”, acrescentou.

O evento deset sábado foi o primeiro leilão de Ano Novo do mercado de Toyosu, depois que o famoso mercado de peixe de Tsukiji fechou no ano passado para servir de estacionamento temporário para a Olimpíada de 2020 em Tóquio.

Kimura pagou o maior preço pago por um único peixe no leilão do ano novo por seis anos consecutivos até 2017. No ano passado, porém, o proprietário de uma cadeia diferente de restaurantes pagou o preço mais alto.

Após o leilão, o peixe foi levado a um dos ramos de Sushizanmai, localizado no antigo mercado de Tsukiji.

O atum é valorizado em todo o mundo por seu uso em sushi, mas especialistas alertam que a crescente demanda tornou a espécie ameaçada de extinção.

O presidente da Kiyomura Co, Kiyoshi Kimura (ao centro), que controla a rede de restaurantes japonesa Sushi Zanmai, corta um atum de 278 kg que ele arrematou por US$ 3,1 milhões em leilão no mercado de Toyosu, em Tóquio, neste sábado (5); valor superou recorde de 2013  — Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters

O presidente da Kiyomura Co, Kiyoshi Kimura (ao centro), que controla a rede de restaurantes japonesa Sushi Zanmai, corta um atum de 278 kg que ele arrematou por US$ 3,1 milhões em leilão no mercado de Toyosu, em Tóquio, neste sábado (5); valor superou recorde de 2013 — Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters

O presidente da Kiyomura Co, Kiyoshi Kimura, que controla a rede de restaurantes japonesa Sushi Zanmai, gesticula depois de cortar um atum de 278 kg que ele arrematou por US$ 3,1 milhões em leilão no mercado de Toyosu, em Tóquio, neste sábado (5) — Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters

O presidente da Kiyomura Co, Kiyoshi Kimura, que controla a rede de restaurantes japonesa Sushi Zanmai, experimenta um pedaço do atum de 278 kg que ele arrematou por US$ 3,1 milhões em leilão no mercado de Toyosu, em Tóquio, neste sábado (5); valor superou recorde de 2013  — Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters

O presidente da Kiyomura Co, Kiyoshi Kimura, que controla a rede de restaurantes japonesa Sushi Zanmai, experimenta um pedaço do atum de 278 kg que ele arrematou por US$ 3,1 milhões em leilão no mercado de Toyosu, em Tóquio, neste sábado (5); valor superou recorde de 2013 — Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters

Parlamento venezuelano rejeita legitimidade de 2º mandato de Maduro

5 de janeiro de 2019 at 16:10