Popular Tags:

Biopalma transfere R$ 128 milhões ao Governo para pagar nova ponte sobre rio Moju

13 de maio de 2019 at 18:15

Biopalma transfere R$ 128 milhões ao Governo para pagar nova ponte sobre rio Moju (Foto: Wagner Santana/Diário do Pará)

(Foto: Wagner Santana/Diário do Pará)

A empresa Biopalma, da Vale, depositou o valor de aproximadamente R$ 128 milhões, na conta do Governo do Estado do Pará, conforme estabelecido em acordo judicial para custear a construção de uma nova ponte sobre rio Moju, após a derrubada da estrutura localizada na altura do quilômetro 48 da Alça Viária  na madrugada do último dia 06 de abril.

Começa trabalho de amarração de destroços de ponte e balsa no rio Moju

Obras em portos e estradas são principais medidas após acidente na ponte Rio Moju

Ponte na Alça Viária deverá ganhar novo modelo. Veja!

Após pedido do Governo do Estado, responsáveis por queda de ponte têm R$ 185 mi bloqueados

De acordo com o blog Ver-o-Fato, a transferência da Biopalma S/A Reflorestamento Indústria e Comércio para uma conta do Banpará do Governo do Estado foi informada, na sexta-feira (10), pelo advogado Pedro Bentes Pinheiro Neto – do escritório Silveira, Athias, Soriano de Melo, Guimarães, Pinheiro & Scaff – ao juiz Raimundo Santana, da 5ª Vara da Fazenda Pública.

A empresa realizou dois depósitos: um no valor de R$ 68.198.056,00, e, outro, no valor de R$ 60 milhões, totalizando R$ 128.198.056,00.

A comprovação do pagamento foi feita pelo advogado Pedro Bentes Neto. Foto: Blog Ver-o-Fato

Ainda segundo o Ver-o-Fato, o pagamento da empresa tem a intenção de evitar ação civil pública contra a Biopalma. O processo, no entanto, segue em trâmite contra a Jari Celulose, que adquiriu a mercadoria que estava na balsa, e as empresas responsáveis pelo transporte da carga.

(Com informações do blog Ver-o-Fato)

 

Ex-prefeito de Belém Duciomar Costa é condenado a cinco anos de prisão

13 de maio de 2019 at 13:49

Ex-prefeito de Belém Duciomar Costa é condenado a cinco anos de prisão (Foto: Arquivo)

Sentença da Justiça Federal foi publicada em processo aberto a partir de denúncia do MPF (Foto: Arquivo)

A Justiça Federal acatou pedido do Ministério Público Federal (MPF) e condenou o ex-prefeito de Belém (PA) Duciomar Gomes da Costa a cinco anos de detenção em regime semiaberto pelo crime de dispensa indevida de licitação na tentativa de compra do Hospital Sírio-Libanês, em 2005.

A aquisição ilegal do hospital, estimada em aproximadamente R$ 20 milhões em valores atualizados, só se concretizou porque, na época, a Justiça Federal – também a pedido do MPF – suspendeu os pagamentos.

Pelo mesmo crime, a ex-secretária municipal de saúde Cleide Mara Fonseca Paracampos terá que cumprir cinco anos e quatro meses de prisão, em regime semiaberto, além de ter perdido o cargo público que atualmente ocupa.

A sentença foi assinada na última quinta-feira (09) pelo juiz federal Rubens Rollo D’Oliveira. “Nunca vi tantas irregularidades num só processo de dispensa de licitação, com flagrante inobservância do princípio constitucional da legalidade, pela Administração Pública”, destacou o juiz federal.

LEIA AQUI A SENTENÇA NA ÍNTEGRA

A sentença resume a série de ilegalidades: a) não houve indicação, no contrato de promessa de compra e venda, do ato que autorizou a sua produção do documento e do número do processo de dispensa de licitação; b) figuraram no contrato, como vendedores, pessoas que não eram os reais proprietários; c) o laudo técnico de avaliação do imóvel foi inconsistente em relação à área real do imóvel; d) estava rasurada a data do parecer de aprovação pelo chefe do Núcleo de Assessoria Jurídica da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma); e) não houve de deliberação do Conselho Municipal da Saúde; f) o imóvel indicado no contrato não correspondente ao prédio e ao terreno; g) houve inclusão indevida de bens móveis (equipamentos) no contrato de promessa de compra e venda, sendo que a previsão de dispensa de licitação era para bens imóveis.

Justificativa insuficiente – No processo, o procurador da República Alan Rogério Mansur Silva destacou que não ficou comprovada a necessidade de compra do hospital pelo município.

A justificativa apresentada pelos condenados para a dispensa da licitação foi a de que o Sírio-Libanês seria o único hospital com condições de atender com eficiência a demanda do Hospital e Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti (HPSM 14 de Março), mas essa explicação não foi fundamentada com dados técnicos ou qualquer outra informação.

“Inclusive quanto ao argumento da impossibilidade de redistribuição da procura do HPSM a outros hospitais da rede de atendimento do SUS [Sistema Único de Saúde], o MPF, em sua petição inicial, já havia se manifestado no entendimento de que haveriam outras providências mais razoáveis que a aquisição de um hospital particular, entendimento que, destaca-se, ainda se mantém”, registrou o procurador da República nas alegações finais do processo.

“Sequer o relatório sobre os imóveis disponíveis no município de Belém, realizado por médico auditor, foi capaz de sobrepor a generalidade utilizada pelos réus para motivação do ato de dispensa indevida, eis que apresentou justificativa superficial e inapta a ensejar um gasto milionário na aquisição de um hospital particular”, complementou.

Vinte processos – Duciomar Gomes da Costa foi prefeito de Belém por dois mandatos, de 2005 a 2012. Nesse período, foi acusado de diversas irregularidades pelo MPF. Ele responde a processos criminais, ações civis públicas e ações de improbidade por problemas na aplicação de recursos da saúde e de diversos convênios federais, desde inclusão digital a obras de recuperação do patrimônio histórico. No total, ele é réu em 20 processos, só na Justiça Federal.

(Ministério Público Federal)

 

MPF quer que Celpa seja proibida de cobrar dívidas antigas a novos clientes

13 de maio de 2019 at 12:10

MPF quer que Celpa seja proibida de cobrar dívidas antigas a novos clientes (Foto: Cezar Magalhães/Arquivo)

(Foto: Cezar Magalhães/Arquivo)

O Ministério Público Federal (MPF) conduziu à Justiça um parecer favorável a ação da Defensoria Pública da União (DPU), onde pede que a Distribuidora de energia Celpa (Centrais Elétricas do Pará) seja proibida de exigir ilegalmente que durante a troca de titularidade na conta de energia, o novo cliente assuma as dívidas do antigo cliente.

A ação do DPU detalha que a Celpa está exigindo que os novos clientes paguem pelas dívidas dos antigos e que mostrem documentos ou que sigam procedimentos como a autenticação em cartório. O que não está previsto na regulamentação definida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

De acordo com o procurador da República e autor do parecer, Ricardo Augusto Negrini, os pedidos da Celpa são abusivos e excedem o limite da “boa-fé”. Segundo ele, no processo judicial, as informações apontam que a Celpa “violou e viola, de forma sistemática, toda a coletividade de usuários do serviço público”.

“Esta clara a infringência ao disposto no artigo 31, inciso I, da Lei nº 8.987/1995, que dispõe ser incumbência da concessionária ‘prestar serviço adequado, na forma prevista nesta lei, nas normas técnicas aplicáveis e no contrato'”, alerta o procurador.

O MPF também mostrou apoiar o pedido da DPU, que pede que a Justiça Federal obrigue a Celpa e a Aneel a pagarem R$ 100 mil em danos morais coletivos que foram gerados por práticas ilegais.

Ricardo Augusto Negrini listou no parecer que para encontrar as demandas judiciais de irregularidades da Celpa, basta fazer uma consulta ao site do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA) e verificar que a empresa foi condenada por essas práticas.

A ação foi ajuizada depois que vários clientes fizeram reclamações à Defensoria. De acordo com o DPU esses clientes também registraram queixas ao Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) do Pará e à Aneel.

Já o pedido de dano moral coletivo, a DPU informou que são “em virtude da grave ofensa ao direito humano de possuir energia, zombar da justiça e da tolerabilidade ao obrigar o consumidor a assunção de dívidas perante terceiros”.

A Aneel disse que a agência não pode pagar pelos danos morais, porque não é responsável por ações feitas pelas concessionárias. O MPF contestou a alegação.

“No caso concreto, percebeu-se claramente a ineficácia da autarquia no que tange à sua atividade regulatória, sendo certo que os abusos cometidos pela outra ré (Celpa) deveriam ter sido alvo de forte reprimenda. Dessa forma, ao se omitir em sua função de órgão regulador, a Aneel deve responder a título de dano moral coletivo, mesmo não sendo diretamente responsável pelo serviço prestado ao consumidor”, defendeu o MPF.

“Vale registrar que bastaria um simples posicionamento proativo da Aneel diante da situação, reiterada e notória, de cobranças abusivas da Celpa por débitos do responsável anterior, para que toda essa situação tivesse sido evitada, resguardando-se o direito de inúmeros consumidores e prevenindo o ajuizamento das ações individuais e desta ação coletiva”, observou Ricardo Augusto Negrini.

Entenda o caso

Em julho de 2018 a ação contra a Celpa e a Aneel foi ajuizada pela DPU. Em outubro, uma decisão liminar (urgente) foi assinada pela juíza federal Hind Kayath que proibiu que as cobranças ilegais continuassem.

“Como visto, pelo menos em exame perfunctório [não aprofundado], evidencia-se prática abusiva consistente na negativa de mudança de titularidade de contas em decorrência da exigência de documentação que não encontra amparo na Resolução Normativa nº 414/2010 [da Aneel], prejudicando um número crescente de consumidores neste Estado do Pará”, registrou a juíza federal na decisão.

Leia também:

Contestações foram apresentadas pela Celpa e a Aneel. O processo vai seguir para análise da Justiça depois da apresentação do parecer do MPF.

Processo nº 1002346-46.2018.4.01.3900 – 2ª Vara Federal Cível da Justiça Federal em Belém (PA).

A QUEM RECORRER

Em casos de abusos individuais por parte da Concessionária de Energia, o Ministério Público Federal (MPF) informa que o consumidor deve recorrer Defensoria Pública do Estado.

(Com informações do MPF)

 

Morre o ator Lúcio Mauro aos 92 anos

12 de maio de 2019 at 09:00

Morre o ator Lúcio Mauro aos 92 anos (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Lúcio Mauro, de 92 anos, ator e comediante, morreu no último sábado (11), após problemas respiratórios, no Rio de Janeiro.O anúncio foi feito na manhã deste domingo (12), através das redes sociais de Lúcio Mauro Filho, que falou sobre a vida de luta e vitória e o quanto o pai o influenciou na vida. Informou também que Lúcio Mauro estava internado há quase quatro meses.

Natural de Belém (PA), Lúcio Mauro foi um dos precursores da televisão brasileira, se destacando no humor, em programas como “Balança Mas Não Cai” (1968), “Chico City” (1973), “Os Trapalhões” (1989) e “Escolinha do Professor Raimundo” (1990).

Lúcio Mauro era irmão do falecido político paraense Laércio Wilson Barbalho e tio do senador Jader Barbalho (MDB-PA).

Ele participava do programa “Zorra Total”, o qual também tinha Lúcio Mauro Filho no elenco. Em 2015, o ator fez uma participação especial no programa “Escolinha do professor Raimundo, onde fez sua última aparição na TV.

Lúcio Mauro sofreu um derrame em 2016, e desde então vinha tendo problemas de saúde, o que fez com que ele se afastasse do trabalho.

Em março deste ano, Lúcio Mauro Filho usou as redes sociais para homenagear o pai que completava 92 anos.

(Com informações da Veja)

 

Paysandu quer ‘seguir o baile’ e se prepara para enfrentar hoje o Juventude

11 de maio de 2019 at 13:30

Paysandu quer 'seguir o baile' e se prepara para enfrentar hoje o Juventude (Foto: Jorge Luiz/PSC )

Thiago Primão alerta para que bicolores tenham atenção com o Juventude, que busca se recuperar na Série C (Foto: Jorge Luiz/PSC )

Líder isolado na contagem geral de pontos da Série C do Brasileiro, o Paysandu volta a campo hoje, às 19h15, na Curuzu, para enfrentar o Juventude-RS, pela terceira rodada da competição. Será a segunda partida seguida dos bicolores em casa, numa boa oportunidade para manter-se ainda mais folgado na classificação do Grupo B do campeonato, dependendo, claro, dos demais resultados. O confronto, assim como foram os contra Ypiranga-RS e Tombense-MG, adversários que jamais haviam cruzado o caminho bicolor, é mais um inédito na centenária história do Papão da Curuzu.

Paysandu e Juventude já se confrontaram por diversas vezes em competições nacionais promovidas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A primeira vez ocorreu em 2015 pelo Brasileirão, com a vitória bicolor, por 2 a 0, em Belém. O último encontro ocorreu no ano passado, quando houve empate, por 3 a 3, também em Belém, pela Série B. Além de 12 jogos pelo Brasileiro, as equipes também fizeram outros dois duelos pela Copa do Brasil em 2016. Desta vez, porém, será a primeira vez que Papão e Periquito do Sul de enfrentarão pela Série C do Brasileiro, divisão para a qual caíram juntos em 2018.

As equipes entram em campo em situações bem diferentes na pontuação da Terceirona. Enquanto o Paysandu arrancou bem na competição, somando logo de cara seis pontos, com duas vitórias, uma fora (Ypiranga) e outra dentro de casa (Tombense), o representante do Sul ainda não venceu no campeonato. Em suas duas partidas iniciais foram dois empates contra o Luverdense-MT (0 a 0) e o Clube do Remo (1 a 1), fora e dentro de Caxias do Sul, respectivamente. O time gaúcho é o quinto colocado do grupo B, com apenas dois pontos.

Mas para quem pensa que a fase no Periquito é ruim, é bom lembrar que o time vem de uma surpreendente classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, tendo eliminado, no jogo de volta, o Vila Nova-GO, nas cobranças de pênaltis em Goiânia. Aliás, a equipe sulista acumula um total de quatro empates seguidos, visto que, além dos jogos pela Série C, os confrontos pela Copa BR também terminaram sem vencedor no tempo regulamentar, o que levou a decisão para a marca de cal.

Cautela

O time bicolor promete entrar em campo “vacinado” a fim de evitar sofrer uma “mordida” do visitante em pleno “Vovô da Cidade”. “Precisamos ter toda a atenção possível contra o Juventude, que é um time que tem camisa, tradição no futebol e fará de tudo para engrenar no Brasileiro também”, alertou o meia Thiago Primão, fazendo eco as declarações de seus companheiros de clube.

Juventude é visto como rival cascudo 

Embora o Juventude nada tenha de amarelo, o sinal de alerta foi acionado entre os bicolores desde o final do jogo passado contra o Tombense-MG. A atenção do técnico Léo Condé e de seus jogadores ganhou ainda mais intensidade após o adversário de hoje, que busca a reabilitação na Série C do Brasileiro, na qual soma apenas dois pontos, ter eliminado o Vila Nova-GO da Copa do Brasil em plena casa do adversário. Por si só, o clube, pela tradição que tem no futebol, conforme ressaltado pelos bicolores, já merece todo o cuidado e após a façanha no torneio nacional agora muito mais.

“O Juventude é uma equipe muito qualificada e com certeza é um dos times que vai brigar pelo acesso em nosso grupo”, avalia o meia Thiago Primão. O meio-campista destacou, por outro lado, a importância do Papão somar mais três pontos. “Cada partida pra nós é uma decisão”, alega. O goleiro Mota é outro que alerta para o perigo que representa o adversário dos pampas. “A gente sabe que o Juventude tem uma camisa, tem peso”, observa o arqueiro. “Eles estão vindo pra dar a vida aqui”, diz Mota.

“O Juventude faz uma boa campanha na Copa do Brasil e, por isso, esperamos um adversário bastante difícil”, opinou, por sua vez, o técnico Léo Condé. “Com todo o respeito às outras equipes, o Juventude é uma equipe com uma camisa mais tradicional, mas forte, acostumado a jogar grandes competições. Por isso, esperamos um jogo mais equilibrado”, afirmou Condé, que não vê desvantagem ao adversário que jogou na terça-feira. “Nós jogamos na segunda, portanto a diferença não é tão grande assim”, comparou.

Léo Condé evita antecipar escalação

Assim como já havia se comportado antes dos jogos contra o Ypiranga e, depois, o Tombense, o técnico Léo Condé voltou a esconder o jogo, ontem à tarde, na Curuzu, ao ser questionado sobre as novidades de sua equipe para encarar o Juventude. O treinador procurou ser o mais enigmático possível. “A gente possivelmente vai ter uma ou duas situações novas. Vamos manter a base que vem jogando, até porque vem dando resultado não só pelas vitórias, mas também pela performance”, justificou.

Na conversa, o treinador ressaltou que nem todos os novos contratados do Paysandu já estão no melhor de seus condicionamentos físicos. “Alguns desses atletas (novos) chegaram com nível físico melhor que outros. Aproveitamos as duas semanas para melhorar o condicionamento desses jogadores”, afirmou, numa espécie de justificativa, também, para não lançar mão de tantos novatos no confronto com os gaúchos. O treinador disse não acreditar em desvantagem para o Juventude, pelo fato do time vir de uma partida na terça-feira, diante do Vila Nova-GO, pela Copa BR, e da viagem de Goiânia para Belém.

“O desgaste físico que eles tiveram é natural de uma partida de 90 minutos. Assim como eles jogaram na terça nós jogamos na segunda. Não ficou muito distante. Tivemos só um dia a mais de recuperação que eles”, salientou. O treinador não confirmou a participação de Vinícius Leite, que estaria sentindo o joelho.

Copa do Brasil é assunto Proibido

Embalado pela classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, fase em que enfrentará o conterrâneo Grêmio-RS, o time do Juventude-RS desembarcou em Belém, procedente de Goiânia, onde eliminou o Vila Nova-GO no torneio, disposto a se recuperar na Série C do Brasileiro. Os gaúchos decidiram colocar a Copa BR em segundo plano e focar a concentração em 100% no Brasileiro. O objetivo é arrancar os primeiros três pontos em plena Curuzu, para que a equipe inicie uma reação na disputa para evitar se distanciar da parte de cima da classificação.

O assunto Copa BR passou até a ser proibido entre os gaúchos após a saída da capital goiana. “Esse assunto, dentro do vestiário, é proibido de falar. Temos um campeonato pela frente. Nesta hora não interessa colocar quase R$ 7 milhões em caixa, não interessa o esforço fora do comum para passar pelo Grêmio e não subir para a Série B”, afirmou o diretor de futebol Osvaldo Pioner. “Estou muito preocupado de conseguir separar isso na cabeça deles (jogadores). É uma motivação diferente. Nosso campeonato é subir para a B”, comentou o cartola.

Baixas

O técnico Marquinhos Santos terá três desfalques para o duelo com o Papão: o lateral-direito John Lennon, com o joelho inchado, o volante Sananduva, com contratura muscular, e o atacante Paulo Sérgio, com desgaste muscular. Com isso, o lateral Lucas Mota e os volantes Aprile e Christian foram convocados para completar a lista de relacionados. No time titular, a principal novidade deve ser a presença de Bruno Alves e Braian Rodíguez no ataque, um deles na vaga de Paulo Sérgio e o outro na de John Lennon.

(Nildo Lima/Diário do Pará)

Ao prever ‘tsunami’, Bolsonaro se referiu à hipótese de ser obrigado a recriar ministérios de Temer

11 de maio de 2019 at 09:06

Por Delis Ortiz, TV Globo — Brasília

Bolsonaro em evento com gestores da Caixa Econômica Federal, em Brasília — Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Bolsonaro em evento com gestores da Caixa Econômica Federal, em Brasília — Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Ao participar nesta sexta-feira (10) de um evento com dirigentes da Caixa, em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a possibilidade de um “tsunami” na próxima semana, mas não esclareceu a que estava se referindo. Segundo fontes do Palácio do Planalto ouvidas pela TV Globo, a referência foi à possibilidade de a medida provisória da reforma administrativa perder validade e, com isso, o número de ministérios aumentar de 22 para 29.

Durante a campanha eleitoral, Bolsonaro disse que limitaria a “no máximo 15” o número de ministérios se fosse eleito – ao assumir o governo, em 1º de janeiro, deu posse a 22 ministros. No governo Michel Temer, eram 29 ministérios.

A MP da reforma administrativa perde validade no próximo dia 3 de junho e, se não for aprovada pelo Congresso e sancionada por Bolsonaro até essa data, voltará a valer a estrutura ministerial do governo Temer. Deputados tentaram analisar a MP nesta quinta-feira (9), mas a votação foi adiada, por falta de acordo.

“Estamos governando. Alguns problemas? Sim, talvez tenha um tsunami semana que vem. Mas a gente vence esse obstáculo aí com toda certeza”, declarou o presidente nesta sexta.

Nesta quinta-feira (9), uma comissão especial do Congresso aprovou o texto da MP com modificações em relação à proposta do governo. A partir de agora, caberá ao plenário da Câmara analisar a medida provisória e, em seguida, ao plenário do Senado.

Se o novo texto for aprovado pelos plenários de Câmara e Senado e eventualmente Bolsonaro vetar algum trecho do texto, os parlamentares terão de analisar, em seguida, se mantêm ou se derrubam o veto.

PM reage a atentado dentro de posto de gasolina e atinge criminoso em Belém

11 de maio de 2019 at 08:39

PM reage a atentado dentro de posto de gasolina e atinge criminoso em Belém (Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Um policial militar reagiu a um atentado e trocou tiros com um criminoso, no início da noite desta sexta-feira (10), enquanto abastecia o veículo em um posto de gasolina na rodovia Arthur Bernardes, próximo a um quartel do Exército, no bairro doTelégrafo, em Belém.

De acordo com informações apuradas com policiais militares, o sargento da PM – ainda não identificado – abastecia o carro quando foi abordado por dois criminosos em uma motocicleta. O garupa da moto estava armado.

Os criminosos dispararam contra o policial militar, que reagiu. Houve troca de tiros, e o PM conseguiu balear um dos envolvidos no atentado. O policial não teve ferimentos.

A dupla de criminosos conseguiu fugir do local.

(DOL)

Moradores entrevistam boneco de Zenaldo em rua alagada da Terra Firme. Veja o vídeo!

10 de maio de 2019 at 18:53

Moradores entrevistam boneco de Zenaldo em rua alagada da Terra Firme. Veja o vídeo! (Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Brincando, mas falando sério. Foi assim que os moradores da avenida Celso Malcher, no bairro da Terra Firme, em Belém, decidiram protestar contra o “sumiço” de Zenaldo Coutinho.  Os moradores se reuniram na avenida alagada e gravaram um vídeo com uma imagem do prefeito de papelão em tamanho real. A estratégia deu certo e o boneco já está sendo chamado de “prefake”.

A avenida Celso Malcher é a principal via de acesso do bairro da Terra Firme. Os moradores das proximidades alegam o que, assim como muitas vias da cidade, basta chover alguns minutos para que a via fique intrafegável, completamente engolida pela água. De acordo com o grupo, no período das eleições Zenaldo chegou a pavimentar parte da avenida, mas, devido a má qualidade, o asfalto corroeu em menos de um ano.

“Por mais que você não queria acreditar, isso é uma avenida. A avenida mais importante do bairro”, diz o morador, com a água até a canela, apontando logo em seguida escolas e empresas que ficam no local.

Logo em seguida o protesto continua. Abraçado junto da imagem de Zenaldo, o morador resolve simular de que se trata do prefeito real. “Ele tava sumido, mas trouxemos ele aqui pra ver a realidade do nosso bairro, porque todo ano é a mesma coisa. Mais ali na frente tem uma ponte de madeira que todo ano cai. Só não tá pior porque os próprios moradores fazem mutirão”.

No último trecho do vídeo, com a revolta mais evidente, o morador faz seu último questionamento. “Prefake, mais conhecido como cabeção, também, conhecido como zé buraco ou zenada, o que o senhor vai fazer pra nossa comunidade aqui? Infelizmente nada, e vamos continuar assim. Nada”.

(DOL)

Marcio Leão Coelho deixa a presidência da Cosanpa

10 de maio de 2019 at 18:01

Marcio Leão Coelho deixa a presidência da Cosanpa (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Marcio Leão Coelho não é mais presidência da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa). A informação foi divulgada no final da tarde desta sexta-feira (10), pelo Governo do Estado do Pará.

Através de nota, o Governo agradeceu sua colaboração e informou que o Engenheiro Eduardo Ribeiro Júnior, servidor efetivo do quadro funcional da Companhia, responderá interinamente pela presidência da Cosanpa.

“Nos manteremos firmes no trabalho de recuperação da Companhia, que foi sucateada pelos últimas gestões, até que os serviços estejam adequados às necessidades do povo do Pará”, finaliza a nota.

Paciente passa por cirurgia errada no Pará após confusão de médico

10 de maio de 2019 at 15:26

Paciente passa por cirurgia errada no Pará após confusão de médico (Foto: Arquivo Pessoal)

Foi realizada uma cirurgia de vesícula na paciente, quando deveria ter sido uma cirurgia de hérnia umbilical (Foto: Arquivo Pessoal)

A família da paciente Oneide Almeida Costa, de 42 anos, denuncia um caso de imprudência de uma equipe médica do Hospital Municipal de Vigia, localizado no nordeste paraense. Segundo a cunhada da denunciante, Glenda Teixeira, a paciente deu entrada no hospital na última segunda-feira (6) para ser submetida a uma cirurgia de hérnia umbilical, mas não foi o que aconteceu.


Documento de encaminhamento que mostra o tipo de procedimento que deveria ser realizado: hérnia umbilical (Foto: Arquivo Pessoal)

“Naquele mesmo dia, foram ela e outros quatro pacientes que seriam operados, sendo que eles foram de vesícula e apenas ela [Oneide] foi de hérnia umbilical. Ela era a segunda na ordem de encaminhamento e sempre lembrava que a cirurgia dela era de hérnia umbilical”, explicou Glenda.

Segundo os familiares, o médico responsável pela cirurgia falou abertamente para eles naquele dia que houve um engano durante o procedimento porque o prontuário de Oneide estava misturado com os outros quatro da cirurgia de vesícula.

Oneide agora precisa suportar os três pontos da hérnia umbilical, além dos sete pontos da cirurgia da vesícula. “As dores da hérnia ela suporta, mas a outra é o tamanho de uma palma da mão, é a que mais incomoda”, disse Glenda, que afirmou também que a polícia foi acionada para os procedimentos legais.

DOL procurou a Prefeitura Municipal de Vigia para comentar o caso e aguarda um posicionamento.

(DOL)