Popular Tags:

MPF pede que Palocci pague 20 milhões de dólares para permanecer em prisão domiciliar

3 de dezembro de 2018 at 13:37

Por G1 PR

Palocci deixou a prisão no dia 29 de novembro, em Curitiba, depois que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) concedeu prisão domiciliar a ele. — Foto: Reprodução/TV Globo

Palocci deixou a prisão no dia 29 de novembro, em Curitiba, depois que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) concedeu prisão domiciliar a ele. — Foto: Reprodução/TV Globo

O Ministério Publico Federal informou nesta segunda-feira (3) que pediu à 12ª Vara Federal de Curitiba para que Antônio Palocci pague 20 milhões de dólares para permanecer em prisão domiciliar.

Os procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato alegam que o juiz Danilo Pereira Júnior errou ao permitir que Palocci saísse porque levou em consideração uma cláusula do acordo de colaboração que previa limite de indenização, em valores já bloqueados pela Justiça.

Esta cláusula, no entanto, não foi homologada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), segundo o MPF, e portanto não poderia ter sido aplicada.

O MPF pede que o juiz corrija esse erro e exija que Antônio Palocci pague o montante que foi estipulado em sentença.

O requerimento pede que, caso não pague, que o ex-ministro volte a ser preso por não atender aos requisitos para a progressão.

Palocci tinha sido preso em setembro de 2016 e deixou a prisão no dia 29 de novembro, em Curitiba, depois que o TRF-4 concedeu prisão domiciliar a ele. O ex-ministro está sendo monitorado por uma tornozeira eletrônica.

Um dia antes de colocar a tornozeleira, Palocci questionou o juiz federal Danilo Pereira Junior, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, sobre a possibilidade de trabalhar.

No entendimento do juiz de execução penal, que explicou sobre os regimes semiaberto e aberto, por ora, não é o momento para que ele comece a trabalhar, visto que o ex-ministro deverá cumprir a pena integralmente em casa.

Porém, o magistrado orientou que a defesa de Palocci, que é médico, faça o pedido no processo e não afastou a possibilidade por completo.

“Uma vez apresentado qual é o tipo de trabalho, onde, horário, aí a defesa peticiona e vou dar vista [ao Ministério Público Federal]. Em regra, não tem autorizado”, afirmou o juiz.

O juiz Danilo Pereira Júnior determinou que Palocci pague um valor mensal de R$ 149 pela manutenção do equipamento eletrônico.

Documento do Disque-Denúncia apontava que ataque em delegacia iria ocorrer

3 de dezembro de 2018 at 09:33

Documento do Disque-Denúncia apontava que ataque em delegacia iria ocorrer (Foto: Fernando Araújo/Diário do Pará)

(Foto: Fernando Araújo/Diário do Pará)

O ataque a uma delegacia da Região Metropolitana de Belém era uma questão de tempo. Desde o início do mês as redes sociais vinham divulgando as pretensões de uma facção criminosa em promover tal ataque. Um documento do Disque-Denúncia trazia um informe de alta relevância. Um homem avisava claramente que o ataque iria ocorrer. Quem recebeu a denúncia no final do documento afirma que “solicita averiguações e pede providências”.

Esse documento difundido nas redes sociais levantou a ira dos colegas do policial assassinado na noite de sábado (1º), no bairro do Atalaia, em Ananindeua. “Tem que cobrar de quem sabia que ia acontecer e não tomou providência”, gritava um investigador do local do crime.

Dezenas de policiais civis de várias delegacias e seccionais foram convocados tão logo foram informados do assassinato do investigador Félix como era conhecido entre os colegas, para darem apoio nas primeiras investigações.

Cada policial civil e militar que chegava no local do crime se revoltava. Informações chegavam a todo instante por telefone e pelo rádio da polícia. O assassinato do policial e o ataque contra uma delegacia ganharam ares de revolta no seio da categoria.

“Temos que fazer uma revolução na segurança pública”, disse, por meio de nota, Pablo Farah, vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Polícia Civil do Pará (Sindpol).

O caso

Com 44 anos de serviço público, o investigador de Polícia Civil Cândido Félix Rodrigues Santana, 69 anos, foi o terceiro policial civil assassinado em 2018 no Pará. Além de o balearem, os criminosos atiraram contra o prédio da Delegacia do bairro do Atalaia, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. A porta de vidro na entrada do imóvel ficou destruída e os estilhaços ainda permaneciam ao chão, na manhã de ontem (02). Pelo menos três disparos também atingiram uma das janelas de vidro da delegacia, que foi perfurada pelos projéteis.O investigador cumpria mais um plantão de 24h, que iniciou na manhã de sábado (1º) e terminaria às 8h de ontem. Em nota, a Polícia Civil, por meio da Divisão de Homicídios, informou que investiga desde a noite do crime as circunstâncias da morte. O caso ocorreu na Rua São Raimundo dentro de um mercadinho, localizado em frente à delegacia do bairro.

De acordo com a Polícia Civil, informações preliminares apontam que, no momento do homicídio, havia dois investigadores de plantão na delegacia, quando um deles saiu a serviço da Unidade Policial, ficando somente Félix no local. Por volta de 21h, a vítima se ausentou da delegacia e foi até um mercadinho para comprar um lanche, situado em frente à unidade. Enquanto o policial estava no local, foi surpreendido com disparos efetuados por um homem que, em seguida, fugiu levando a pistola calibre ponto 40 do policial.

DOIS CARROS

Ainda segundo as investigações preliminares, os criminosos chegaram em dois veículos, sendo um carro prata – possivelmente um Honda Civic – e outro preto, que seria um Corolla. A ação teria durado poucos minutos e, de imediato, policiais civis do Grupo de Pronto-Emprego (GPE), equipe tática da Polícia Civil, foram enviados ao local para dar apoio aos policiais civis da Divisão de Homicídios acionados na apuração dos fatos.O local do crime foi isolado por policiais militares até a chegada das equipes de peritos criminais do Centro de Perícias Científicas (CPC) Renato Chaves e da remoção. Policiais civis da Diretoria de Polícia Metropolitana também estiveram no local para auxiliar as investigações. Equipes de investigação ainda trabalham na apuração dos fatos visando a identificação dos envolvidos no crime.

A Polícia Civil informou ainda que providenciou um ônibus para ajudar no transporte da família. O corpo foi velado na casa de familiares, no conjunto Cordeiro de Farias, bairro do Tapanã, em Belém. “A Diretoria de Atendimento ao Servidor (DAS) da Polícia Civil está prestando todo apoio aos familiares por meio de atendimento psicossocial. O corpo será velado no Distrito de Mosqueiro, na Avenida Francisco Xavier, no bairro Maracajá. A Polícia Civil lamenta profundamente a morte violenta do investigador Félix e garante que não vai descansar até que todos os envolvidos no crime sejam presos”, disse a nota.

Sem se identificar, moradores da área contam que ouviram mais de 20 disparos no momento em que o policial foi alvejado. Presente no local na manhã de ontem, a esposa do dono do mercadinho contou que aguardava pelo companheiro em casa naquela noite e ficou desesperada quando soube do crime, já que o esposo estava no local trabalhando. “Ele viu quando chegaram e correu quando começaram a atirar. A rua estava movimentada. Tinha muita gente comendo churrasco ao lado”, relatou uma mulher. Após ser atingida, a vítima caiu e veio a óbito dentro do mercadinho.

Um outro morador disse que estava na porta de sua casa. “Só chegaram e miraram nele, foi uns 20 tiros. Depois fugiram. Ele tava sozinho. Depois a rua encheu de gente”, acrescentou.

REFORÇO

Pablo Farah, vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Polícia Civil do Pará (Sindpol) e vereador de Belém, explicou que a morte de mais um policial civil “era tragédia anunciada”. Segundo ele, o sindicato já havia alertado o governo de que as delegacias poderiam ser atacadas, como ocorreu na noite de sábado no bairro do Atalaia. “Pedimos o reforço de policiais nas mesmas. É inadmissível que uma delegacia como essa ter apenas dois policiais. Isso é um tapa na cara de um governo que está cego e sem poder de reação para essa onda de crimes que assola o Pará. Poderíamos ter ali pelo menos um prédio decente, com estrutura e segurança para o trabalho”, critica.

Farah disse ainda que, para manter uma delegacia como essa aberta, o governo teria que ao menos organizar uma ação integrada de policiais militares e civis e, quando possível, com a presença da guarda municipal também. “Está na hora de nossos policiais se integrarem de fato, pois o crime organizado cada vez mais se organiza, e vemos um Estado desorganizado. Onde a nossa inteligência policial não consegue sequer falar em tempo real com nossos policiais que estão nas ruas. Temos que fazer uma revolução na segurança pública”.

“Esperamos que o novo governo tenha essa clareza e vontade, que ouça seus policiais, valorizando os bons. E os que, por ventura, estejam do lado do bandido, que respondam o peso da lei. Já chega de ver o sangue de nossos irmãos policiais jorrar nas ruas, sem que o Estado consiga dar a proteção que merecemos”, conclui.

(Diário do Pará)

Depois de ‘Amor & Sexo’, programa de Fátima Bernardes também deve sair do ar

3 de dezembro de 2018 at 09:14

Depois de 'Amor & Sexo', programa de Fátima Bernardes também deve sair do ar (Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

A Globo é uma das maiores emissoras do Brasil, mas ultimamente a poderosa vem enfrentando uma verdadeira crise na programação.

Um dos programas mais afetados é o ‘Mais Você’, da apresentadora Ana Maria Braga, que em algumas regiões do país não tem dado tanto Ibope quanto antes.

O primeiro teste da emissora acontece na Bahia. Np estado, a Record tem vencido a Globo por horas. O primeiro programa que deixa de ser exibido no teste é o ‘Bem Estar’, que para de ser exibido na terra de Jorge Amado já na semana que vem, segundo o site Compartilhando.

No entanto, outras atrações, como o ‘Encontro’ de Fátima Bernardes e o ‘Mais Você’, de Ana Maria Braga, também devem entrar na lista negra.

A informação foi dada com destaque pelo site Notícia da TV e retrata como hoje não existe mais uma hegemonia na televisão brasileira. Até mesmo em São Paulo, onde a Globo sempre foi líder, o canal enfrenta problemas com o Ibope, principalmente no horário do Vídeo Show.

(Com informações do Notícias da TV)

Ventania assusta moradores de Ananindeua. Veja os vídeos!

3 de dezembro de 2018 at 08:49

Ventania assusta moradores de Ananindeua. Veja os vídeos! (Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Uma forte ventania foi registrada no final da tarde deste domingo (2), no bairro do Curuçambá, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belem.

O fenômeno foi filmado por vários moradores e mostra o momento em que a nuvem começa a se formar.

No vídeo também dá para ver um transformado de energia explodindo e muitos comentam que até as telhas voaram.

CONFIRA OS VÍDEOS:

(DOL)

 

Padre é preso com foto de garoto seminu após trocar mensagens íntimas

2 de dezembro de 2018 at 12:01

Padre é preso com foto de garoto seminu após trocar mensagens íntimas (Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)

Um padre de 56 anos foi preso em flagrante após a Polícia Civil localizar no celular do suspeito a foto de um adolescente apenas de cueca. O crime ocorreu na cidade de Borda da Mata, Sul de Minas.

O mandado de busca e apreensão ocorreu na casa paroquial em que o padre morava. Segundo moradores, o religioso estava na cidade há mais de um ano e realizava missas na Paróquia Nossa Senhora do Carmo.

De acordo com a assessoria de imprensa da polícia, após encontrar a imagem do garoto de 15 anos seminu, ele foi chamado para conversar. O menino confirmou aos policiais que tinha trocado mensagens com o sacerdote.

O padre foi preso em flagrante com base no artigo 241A do Estatuto da Criança e do Adolescente, que prevê pena de três a seis anos de reclusão para quem “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar por qualquer meio, inclusive por meio de sistema de informática ou telemático, fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”

Após prestar depoimento, o padre foi encaminhado ao presídio de Pouso Alegre, cidade vizinha. Por meio de nota, a Arquidiocese de Pouso Alegre, responsável pela paróquia de Borda da Mata, informou que o religioso foi afastado das atividades.

O padre foi encaminhado ao presídio de Pouso Alegre.

Veja a nota na íntegra:

“Considerando que nesta data foi preso *, padre em licença do Mosteiro Trapista de Campo do Tenente (PR) para uma experiência pastoral em nossa Arquidiocese de Pouso Alegre.
Por medida cautelar, a Arquidiocese de Pouso Alegre afastou o padre do exercício do ministério, enquanto aguarda o resultado da apuração dos fatos.

A Arquidiocese de Pouso Alegre está disposta a colaborar com a Justiça em tudo o que for necessário para a elucidação dos fatos e lamenta profundamente o ocorrido que ferem o Corpo Eclesial e a comunidade cristã, e assim pede que não falte a todos a misericórdia e a oração neste momento doloroso”.

(Com informações do portal O Tempo)

 

Adolescente é baleada em tentativa de execução; família suspeita do ex-namorado

2 de dezembro de 2018 at 10:47

Uma adolescente de 16 anos, identificada apenas como S. B. L., foi baleada na noite do último sábado (1º), na rua nova, no bairro da Pedreira, em Belém.

De acordo com familiares da adolescente, a tentativa de homicídio teria sido a mando do ex-namorado da menina. “Minha sobrinha foi baleada por um homem de moto a mando do ex-namorado dela. Está circulando em vários grupos de mensagem a informação de que a minha sobrinha morreu. Só quero esclarecer isso, ela está internada no hospital, está bem”, disse a tia da adolescente, Lúcia Leite, em entrevista, por telefone, ao DOL.

Segundo Lúcia, a sobrinha levou dois tiros na perna. “Até o momento não sabemos ao certo, mas todos estão dizendo que foi o ex-namorado dela. Só queremos justiça”.

DOL entrou em contato com a Polícia Civil e aguarda mais detalhes sobre o caso.

(DOL)

Investigador da polícia é executado em Ananindeua

2 de dezembro de 2018 at 03:11

Investigador da polícia é executado em Ananindeua (Foto: Via Whatsapp)

O assassinato atraiu curiosos (Foto: Via Whatsapp)

m investigador da Polícia Cívil foi assassinado com indícios de execução, na noite deste sábado (1º), no bairro do Atalaia, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém.

Segundo informações levantadas no local do crime, o homem saiu da delegacia para comprar um churrasco, quando dois carros se aproximaram e ocupantes dos veículos efetuaram mais de 20 tiros. Ele morreu na hora.

Segundo o interativo da Polícia Militar do bairro, os assassinos ainda levaram a arma do policial.

O Instituto Médico Legal (IML) esteve no local para a remoção do corpo.

Árvore cai, destrói barraca e interdita avenida de Belém após forte chuva

1 de dezembro de 2018 at 17:53

Árvore cai, destrói barraca e interdita avenida de Belém após forte chuva (Foto: Roberto Jânio)

Árvore caiu após a forte chuva na tarde deste sábado (1) em na capital paraense (Foto: Roberto Jânio)

Além dos alagamentos, a chuva forte da tarde deste sábado (1) causou outros transtornos: uma árvore caiu e destruiu um quiosque localizado na Praça Brasil, na avenida Senador Lemos, bairro Umarizal, em Belém.


O Corpo de Bombeiros informou que o vegetal destruiu apenas uma barraca que estava no local (Foto: Reprodução/Whatsapp)

Por telefone, o capitão Ruben do Corpo de Bombeiros informou que uma equipe foi acionada até o local para fazer a remoção do vegetal, que invadiu parcialmente uma das pistas da avenida.

Foto: Roberto Jânio/Whatsapp

LEIA TAMBÉM:

Chuva deixa BR-316 parada e Belém debaixo d’água

(DOL)

Chuva deixa BR-316 parada e Belém debaixo d’água

1 de dezembro de 2018 at 17:39

Chuva deixa BR-316 parada e Belém debaixo d'água (Foto: Reprodução/Twitter)

(Foto: Reprodução/Twitter)

A chuva da tarde deste sábado (1) deixou a BR-316, principal rota de entrada e saída da capital paraense, completamente parada em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém (RMB).

Aos motoristas, o momento exige paciência e aposta em rotas alternativas para fugir do congestionamento visível no sentido saída da capital.

BELÉM DEBAIXO D’ÁGUA

O sol ameaçava abrir passagem desde o início da manhã, mas foi substituído pelas nuvens cinzentas neste sábado (1), em Belém e Região Metropolitana. O clima característico abre as portas para o mês de dezembro, com céus nublados e chuvas a todo o momento.

Mas no começo da tarde ela caiu de vez e durou tempo suficiente para mostrar os primeiros pontos de alagamento nos bairros da capital paraense. A Cremação foi um deles: eram por volta das 14h quando o cruzamento da Rua dos Mundurucus com a avenida Alcindo Cacela.

Carros de passeio atravessam o perímetro com bastante dificuldade e ônibus causam ‘ondas’ enormes na via completamente tomada pela água. Pedestres estão ilhados e precisam contar com a sorte para não caírem em buracos ou sofrerem qualquer tipo de acidente.

Além desse perímetro, outros pontos da cidade estão alagados, como os bairros Curió-Utinga, São Brás, Cidade Nova (Ananindeua),  Veja outros registros:

(DOL)

Morre aos 94 George Bush, último presidente dos EUA na Guerra Fria

1 de dezembro de 2018 at 15:26

Morre aos 94 George Bush, último presidente dos EUA na Guerra Fria (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

ex-presidente americano George Herbert Walker Bush morreu no início da madrugada deste sábado (1º), aos 94 anos. O anúncio foi feito pelo porta-voz da família, Jim McGrath, às agências de notícias internacionais.

“Jeb, Neil, Marvin, Doro e eu estamos tristes em anunciar que, após 94 extraordinários anos, nosso querido pai morreu”, disse seu filho, o 43º presidente dos Estados Unidos George W. Bush, na nota divulgado por McGrath.

“George HW Bush era um homem do mais alto caráter e o melhor pai que um filho ou filha poderia pedir. Toda a família Bush está profundamente grata pela vida e amor do 41º, pela compaixão daqueles que se preocuparam e oraram pelo papai, e pelas condolências dos nossos amigos e parceiros cidadãos.”

George Herbert Walker Bush foi o último presidente dos EUA a ter lutado na Segunda Guerra Mundial, a mais popular da história do país, e um dos cinco no século 20 que perderam a reeleição.

Seu governo registra uma grande vitória militar em 1990, a operação “Tempestade no Deserto”, que pôs fim à ocupação militar do Kuait pelo Iraque, e contou com grande respaldo da comunidade internacional e da opinião pública americana.

Foi também na sua administração que terminou a Guerra Fria, com a queda do Muro de Berlim em 1989, seguida da dissolução da União Soviética e do estabelecimento por Bush e Mikhail Gorbachev da parceria estratégica entre Rússia e EUA, em 1991, destroçada ao longo desta década.

Em grande parte devido a esses fatos, Bush registrou na primeira metade de seu único mandato altíssimos níveis de popularidade, comparáveis aos que seu filho, George W. Bush, obteria logo após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001.

Mesmo assim, perdeu a reeleição em 1992 para Bill Clinton, e teve por muito tempo de se explicar pela decisão de, na sequência da “Tempestade no Deserto”, não ter mandado suas tropas até

Bagdá para derrubar o presidente Saddam Hussein, algo que seu filho faria em 2002.

Ele disse em 2008 que derrubar Saddam teria “acarretado incalculáveis custos humanos e políticos… e seríamos obrigados, de fato, a governar o Iraque”.  Sábia avaliação, como os fatos demonstrariam no século 21.

A debacle americana no Iraque a partir de 2003 foi um dos fatores para a reavaliação pública da figura do 41º presidente americano, que nos 20 anos seguintes à sua maior derrota eleitoral gozou de crescente prestígio.

Bush nasceu em 12 de junho de 1924 em família abastada e influente da elite da Nova Inglaterra. O pai, Prescott, foi banqueiro e senador. Frequentou excelentes escolas, e se formou em economia por Yale.

No dia seguinte ao ataque japonês a Pearl Harbor, com 18 anos, alistou-se na aviação da Marinha.
Realizou dezenas de missões como piloto no Pacífico. Em uma delas, foi abatido em voo, mas um submarino o resgatou.

De volta à pátria, casou-se com Barbara Pierce (com quem teve seis filhos, uma das quais morreu de leucemia aos quatro anos) e resolveu se iniciar na vida empresarial, no negócio de petróleo no Texas, onde também começou a fazer política.

Tornou-se dirigente do Partido Republicano no Texas, candidatou-se ao Senado federal em 1964, e perdeu. Dois anos depois, elegeu-se para a Câmara dos Representantes.

Em 1970, deixou-se convencer pelo então presidente Richard Nixon a tentar o Senado de novo, e foi outra vez derrotado.

Como recompensa pelo sacrifício, Nixon o nomeou embaixador dos EUA junto às Nações Unidas.

Em 1972, ainda sob a proteção de Nixon, tornou-se presidente do diretório nacional do Partido Republicano; nesta condição, ajudou a negociar a renúncia de seu protetor antes do impeachment no caso Watergate.

Bush tentou ser o companheiro de chapa de Gerald Ford, o sucessor de Nixon, mas não conseguiu.
Ford lhe ofereceu a Embaixada em Paris, mas Bush diz ter pedido a China (“porque lá está o futuro”), e se tornou o primeiro representante dos EUA com status de embaixador em Beijing.

Outra posição importante que Ford lhe deu foi a direção da CIA, quando ela sofria crise de prestígio, suspeita de atividades ilegais. Bush se saiu bem neste cargo, o que fez subir sua influência no Partido Republicano.

Assim, em 1980, ele se lançou candidato à Presidência. Mas perdeu as primárias para Ronald Reagan, que o convidou para compor a chapa com ele.

Nas duas administrações de Reagan, Bush foi discreto vice-presidente. Sua única missão de maior envergadura foi coordenar esforços para diminuir a entrada ilegal de drogas no país.

Com as bênçãos do popularíssimo Reagan, ganhou com facilidade a indicação do Partido Republicano para concorrer à Casa Branca em 1988 contra o eleitoralmente fraco Michael Dukakis. Venceu com 53,4% dos votos populares e 426 dos 538 do Colégio Eleitoral.

Na campanha, entretanto, Bush disse uma frase que o ajudou a ganhar votos, mas, depois, contribuiu muito para sua derrota em 1992: “Leiam os meus lábios: mais impostos, não”, uma promessa não cumprida, como seus adversários quatro anos depois exaustivamente lembrariam.

Parte da herança de Reagan foi um déficit orçamentário gigantesco, que Bush tentou conter por meio de um acordo com os democratas do qual constou aumento de impostos, além de cortes de despesas públicas.

Isso lhe custou intensa impopularidade, especialmente entre os grupos mais conservadores, tradicionais apoiadores do Partido Republicano.

Além disso, boa parte do governo Bush transcorreu com a economia em crescimento modesto ou recessão moderada, e a maioria da população em 1992 não estava otimista quanto ao futuro.

Suas conquistas sociais (surpreendentes, se observadas da perspectiva atual), como leis de inclusão para deficientes físicos, para facilitar a entrada de imigrantes legais nos EUA e contra a poluição do ar, não foram suficientes para animar o eleitorado a seu favor.

Outras decisões importantes de seu governo, como a intensificação das negociações para criar o Nafta, acordo de livre-comércio com México e Canadá, a invasão do Panamá para prender o presidente Manuel Noriega, acusado de ajudar o tráfico de drogas, e a indicação do primeiro negro para a Suprema Corte, Clarence Thomas, tampouco o ajudaram eleitoralmente.

Mais do que tudo, a presença no pleito de terceiro candidato forte, Ross Perot, que recebeu 20% dos votos populares, quase todos de conservadores que provavelmente teriam votado em Bush, deu a vitória a Bill Clinton.

Bush foi durante a maior parte do tempo um ex-presidente tão discreto quanto havia sido vice, mesmo nos dois governos do filho.

Mas a simples comparação entre os dois presidentes Bush fez com que a imagem do mais velho se sobressaísse positivamente: no exercício do poder ele sempre dissera querer construir um país “mais gentil e mais bondoso”, algo que se tornou especialmente relevante após as atrocidades no Iraque e em Guantánamo cometidas na gestão do mais novo.

Aos poucos, na liderança de missões humanitárias nos EUA e em outros países, algumas das quais ao lado de Bill Clinton, de quem se tornou amigo, ganhou exposição positiva e reconhecimento bipartidário.

Em 2013, o presidente Barack Obama o homenageou na Fundação “Points of Light”, que Bush fundou em 1990 com um nome que se refere a uma frase por ele usada em um dos poucos discursos seus lembrados como exemplo de boa retórica política, ao aceitar a indicação do Partido Republicano para concorrer à Presidência em 1988.

Além de Obama e Clinton, outros adversários políticos históricos dos Bush o homenagearam nos últimos anos de vida, como a família Kennedy, que lhe concedeu a medalha “Perfil de Coragem” de 2014, pela sua decisão em 1990 de aumentar impostos para equilibrar o Orçamento federal.

Por muito tempo, manteve boa forma física. Comemorou 85 anos com um célebre salto de paraquedas. Repetiu a façanha aos completar 90 anos.

A partir de 2012, no entanto, acometido por uma forma de mal de Parkinson, teve suas atividades físicas muito limitadas e passou a ser visto em público em cadeira de rodas, mas sempre com aparente bom humor.

Perguntado sobre qual o ato de seu governo mais seria lembrado na história, disse que seria a inauguração do avião presidencial jumbo que virou até tema de filme de sucesso.
Frequentemente pescava e navegava na costa de Kennebunkport, no estado de Maine, o lugar de que mais gostava e onde dizia querer passar os últimos dias de sua vida.

(Folhapress)