Pela quinta vez a incompetência de Zenaldo atrasa a entrega do BRT

5 de dezembro de 2018 at 10:41

A prefeitura de Belém adiou pela quinta vez a conclusão das obras do Bus Rapid Transit (BRT) na av. Augusto Montenegro. A conclusão do trecho que vai até o distrito de Icoaraci estava prevista para este mês de dezembro, mas só deve ocorrer em 2019, de acordo com a Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb).
Desde o início das obras em 2015, os gastos aumentaram cerca de R$57 milhões. Segundo a prefeitura, o valor inicial era de R$263 milhões e atualmente chega a R$320 milhões. A previsão de entrega seria em até um ano e oito meses.
Em julho de 2017, o prefeito Zenaldo Coutinho chegou a dizer que o trecho até Icoaraci, incluindo viaduto e estações, ficaria pronto ainda em dezembro daquele ano.

A obra em andamento é motivo de reclamações de motoristas, ciclistas, pedestres e até para quem administra pontos de comércio na área. Uma oficina teve a entrada dificultada pela obra e registrou queda de movimento nos últimos três meses.
O projeto do BRT foi dividido em três partes, sendo a primeira do Entroncamento até o Mangueirão e a segunda da av. Independência até o Terminal Tapanã. O trecho, que corresponde a 70% da obra, já foi concluído. São 7 km de pista, seis estações, dois terminais, incluindo o elevado no cruzamento da av. Independência.

Em junho deste ano, o representante da Seurb Reinaldo Leite, havia anunciado a conclusão dos serviços. “A gente está fazendo o possível para atender a população e fazer com que diminua os transtornos, e para entregar a obra até o final de outubro”, afirmou.

A Seurb disse em nota que, finalizada a obra, serão eliminados os transtornos e ficarão os benefícios para a mobilidade urbana e urbanização. A secretaria não informou os motivos do atraso e nem do aumento do valor da obra.